SUPER FM - A rádio que vive o vale

Previdência batistense estima déficit de R$ 37 milhões

Jonas Hames  Jonas Hames      terça-feira, 28 novembro 2017      EM: SETOR PÚBLICO - ECONOMIA  

Estimativa de déficit da previdência de servidores públicos de São João Batista é de mais de R$ 37 milhões, segundo projeto de atualização enviado pelo Executivo para a Câmara de Vereadores e aprovado na noite desta segunda-feira (29). A avaliação atuarial serve para estimar quanto custa ofertar um conjunto de benefícios previdenciários para uma dada […]

Estimativa de déficit da previdência de servidores públicos de São João Batista é de mais de R$ 37 milhões, segundo projeto de atualização enviado pelo Executivo para a Câmara de Vereadores e aprovado na noite desta segunda-feira (29). A avaliação atuarial serve para estimar quanto custa ofertar um conjunto de benefícios previdenciários para uma dada população de segurados, determinando fontes de financiamento suficientes para assegurar a cobertura desses custos, ao longo do tempo.

Durante a gestão de Daniel Cândido, já houve uma atualização dos valores. Déficit é causado principalmente pelo desequilíbrio entre servidores em cargos de confiança e efetivos. Em São João Batista a situação também foi ampliada em razão da incorporação salarial, onde servidores efetivos que estavam nomeados em cargos de confiança incorporavam parte do salário após deixar a função. Uma das soluções em longo prazo para resolver a situação é a realização de Concurso Público, que a Prefeitura vai realizar no mês de dezembro.

O vereador Betinho Souza (PPS) votou contra o projeto que modifica o saldo devedor do fundo de previdência do município. Ele afirmou que voto contrário foi motivado pelo fato de não ter entendido a situação:

Para o vereador Leoncio Cipriani, a situação do Ipresjb foi ocasionada pela Lei da Incorporação que acabou elevando salários de servidores públicos sem que ao mesmo tempo a arrecadação do Instituto fosse ampliada.

De acordo com o vereador Carlos Francisco da Silva, o Carlinhos, o déficit do Instituto de Previdência do Município saltou de R$ 9 milhões para próximo de R$ 40 milhões em cinco anos.