SUPER FM - A rádio que vive o vale

Para renunciar, Carlos quer que se cumpra o acordo

Juliano César  Juliano César      segunda-feira, 29 janeiro 2018     

Na noite da próxima segunda-feira, 05, às 20h, o Poder Legislativo de Nova Trento realiza a primeira sessão ordinária. Em pauta, a possível renúncia do atual presidente da Câmara, vereador Carlos Roberto Orsi (PSDB), para que a vice, Elza Sebastiana Casagranda (Progressistas) assuma. Orsi diz que vai cumprir com o que foi acordado em dezembro […]

Na noite da próxima segunda-feira, 05, às 20h, o Poder Legislativo de Nova Trento realiza a primeira sessão ordinária. Em pauta, a possível renúncia do atual presidente da Câmara, vereador Carlos Roberto Orsi (PSDB), para que a vice, Elza Sebastiana Casagranda (Progressistas) assuma.

Orsi diz que vai cumprir com o que foi acordado em dezembro de 2016, na casa do prefeito Gian Francesco Voltolini (Progressistas). Ou seja, ele renuncia e Elza assume. No entanto, é preciso que ele, Carlos, seja eleito o vice-presidente. “Esse foi o acordo e todas as partes necessitam cumprir”, destaca, em entrevista ao Jornal da Super.

Isso porque, há uma informação de bastidores, de que o vereador Valdemir Luiz Quaiatto (Progressistas) seja eleito o vice. Votos, ele tem suficiente e nem precisa o sim de Carlos Roberto.

Mas a questão é que: para Orsi cumprir com o acordo de dezembro de 2016, é necessário que os Progressistas cumpram o compromisso com o PSDB. Se o partido do prefeito não quiser cumprir, Carlos Roberto também não terá a obrigação de renunciar. Afinal um depende do outro e Carlos foi eleito para ser presidente no biênio 2017/2018.

A sessão ordinária de segunda-feira, 05, promete. O que transparece, pelo andar de 2017, é que Progressistas e tucanos não falam a mesma língua. Ou falam? Vamos aguardar.

Ouça a Entrevista