SUPER FM - A rádio que vive o vale

Calçadistas de SJB apresentam tendências do Outono-Inverno

Redação  Redação      quinta-feira, 8 novembro 2018      EM: MODA - ECONOMIA  

As mais de 80 marcas que participam da 27ª SC Trade Show, maior rodada de negócios do setor calçadista de Santa Catarina, apresentam em primeira mão as coleções Outono-Inverno 2019. A feira, que iniciou na terça-feira, 6, ocorre no Infinity Blue Resort & Spa, em Balneário Camboriú e segue até hoje, 8. Nas prateleiras dos […]

As mais de 80 marcas que participam da 27ª SC Trade Show, maior rodada de negócios do setor calçadista de Santa Catarina, apresentam em primeira mão as coleções Outono-Inverno 2019. A feira, que iniciou na terça-feira, 6, ocorre no Infinity Blue Resort & Spa, em Balneário Camboriú e segue até hoje, 8. Nas prateleiras dos expositores, os lojistas encontraram uma gama de opções para a próxima estação.

Entre as tendências apresentadas, ficou evidente a presença dos detalhes em neon, o retorno do animal print, o estilo country, e a permanência do tênis em versões diferenciadas e esportivas.

A estilista Juliana Mafeçoli, da empresa Di Valentini revela que a aposta forte ficou com o animal print. “Ele havia sumido do mercado da moda, mas agora retoma seu espaço. Por isso, investimos bastante nessa tendência. Também estamos trabalhando com as botas mais country e as cores com nuances que envolvem os tons de terra, que estão muito presentes. O vermelho ainda é muito forte, mesmo que já tenha sido confirmado neste verão, mas se mantém no inverno”.

Ela ressalta que a coleção apresentada aos lojistas teve boa aceitação, tanto que no segundo dia do evento a movimentação foi tão intensa no stand, que foi necessário atender os clientes ainda nas prateleiras. “Estamos bem contentes, essa edição foi especialmente muito boa, e acreditamos que 2019 será um ano para a retomada do crescimento”, avalia.

A estilista Gabriela Cardoso Marcelino, da empresa Show Rio, explica que o neon vem do verão, mas como uma tendência pontual. “Vem mais nos detalhes do que para um sapato inteiro, por exemplo, em cadarços e fitas”.

Uma tendência globalizada que Gabriela observa que vem com muita força são os solados mais búfalos, nos formatos robustos, altos e gordinhos, presentes, especialmente, nos tênis. “As solas mais translúcidas também têm muito no mercado lá fora [Europa] e ganham espaço por aqui. O tratorado continua com uma releitura, assim como o colorido, que permanece nos detalhes. Além de muitos zíperes e fechamentos de coturnos com ganchos ao invés do ilhós”. A estilista acrescenta que a moda para a estação fria do ano está bastante democrática e com muitas opções.

Foco na mulher brasileira

As coleções da 27ª SC Trade Show deixam claro que os fabricantes pesquisaram e trouxeram para os calçados o melhor para valorizar a mulher brasileira. Em visita pelos stands da feira, o estilista de São Paulo, Cristiano de Oliveira, pode confirmar isto e ressaltou o uso das cordas tanto em calçados da linha verão como a predominância para o inverno. “A pegada da corda é bem brasileira. O mercado aceita muito e faz parte do contexto lançar uma coleção de inverno com alguns detalhes do verão, até porque não temos mais estações marcadas”.

A estilista da Contramão Calçados, Elaine Zunino Cordeiro Paulista, detalha que a empresa trabalha com a linha Mãe e Filha. Por isso, preza pelo que a mãe está usando para trazer para a filha. “Foge daquele estilo das marcas clássicas de calçados infantis, pois nosso estilo é mais adulto mesmo, mais moda. Tem muita coisa do adulto que revertemos para o infantil com delicadeza, por exemplo, o mule, que é uma tendência da próxima estação, adaptamos com elástico atrás para que as crianças possam usar também”.

Coleções surpreendem lojistas

Mais uma vez, a SC Trade Show surpreende os lojistas com coleções exclusivas e com o melhor da moda da próxima estação. A lojista Melina Stefanello, do Rio Grande do Sul, acompanha a rodada de negócios desde que iniciou em São João Batista. “Todas as vezes que venho na feira me surpreendo, porque as empresas têm nos oferecido opções além do que a gente espera. Mesmo não sendo tão completas, pois são os primeiros lançamentos da coleção, apresentam tudo que vai ditar a moda no Brasil”, diz.

Ela percebe que houve um aumento na rodada de negócios tanto em números de marcas em exposição, como na presença de novos colegas empresários lojistas. “O nome da feira está se espalhando mais e as pessoas estão vindo. É bom sentir, como lojista, o que será comercializado. É tendência e precisamos estar à frente e saber o que comprar”, acrescenta.

Adriano Marques Gonçalves, da loja Vermon Calçados, de São Paulo, veio pela segunda vez no evento. Empresário no ramo calçadista há 25 anos, ele conta que conheceu a feira por meio dos representantes parceiros. “A moda está muito rápida. Então é preciso estar sempre antenado com o que acontece. E aqui a gente encontra muitos lançamentos que antecipam a as tendências da estão”.

Encantado com a rodada de negócios e com os produtos que encontrou, Gonçalves afirma que retornará nas próximas edições. “Já coloquei no calendário de feira e pretendo retorno. É imperdível. Desde a última edição, a feira ampliou e percebeu que tem muito a crescer”, completa.

Geração de emprego

O prefeito de São João Batista, Daniel Neto Cândido, prestigiou a rodada de negócios na quarta-feira, 7, e se sentiu feliz em poder participar de mais uma edição. “A SC Trade Show já mostrou que é de fundamental importância para a economia de São João Batista e o polo calçadista, para o Brasil. Essa feira coloca as empresas na vitrine do cenário nacional, antecipando a coleção e lançando moda”, diz.

Com a rodada de negócios, o prefeito acrescenta que a economia gira no município, gerando mais empregos e também renda. “Espero que as vendas na rodada de negócios superem as expectativas, porque tendo vendas, temo saúde financeira nas indústrias da cidade”, finaliza.

Oportunidade às pequenas empresas

Em mais uma edição, o Sebrae/SC apoia a rodada de negócios, juntamente com a Prefeitura Municipal de São João Batista, e traz oito pequenas empresas para participarem da edição.

Desta vez, Gatza, Maria Lua, Show Rio, Studio 64, Bella Vine, Ana Jullian, Pedestal e Um Terço trouxeram suas coleções para apresentarem aos lojistas e conquistarem novos clientes.

A consultora do Sebrae/SC, Shirley Booz Sá explica que durante o ano, a entidade preparou as empresas com informação de tendência de moda, palestras, treinamentos e consultoria na parte financeira e comercial. “A feira é muito importante para essas empresas, pois para algumas é a única que participam, e dependem muito do resultado para terem o start para o próximo ano”.

Shirley informa ainda que algumas empresas, inclusive, conseguem fechar quase dois meses de produção com as negociações fechadas durante a SC Trade Show.