SUPER FM - A rádio que vive o vale

1º Pedalando pela Vida reúne centenas de pessoas

Redação  Redação      segunda-feira, 8 outubro 2018      EM: CANELINHA - EVENTOS  

Aproximadamente 150 ciclistas participaram no sábado, 06, do 1º passeio ciclístico Pedalando pela Vida. Com o slogan “Ser um herói está no sangue”, a iniciativa da Fundação Hospitalar Municipal de Canelinha, em parceria com o Hemosc, tinha como objetivo incentivar a população a doar de sangue. Se inscreveram para o passeio 87 doadores de sangue […]

Aproximadamente 150 ciclistas participaram no sábado, 06, do 1º passeio ciclístico Pedalando pela Vida. Com o slogan “Ser um herói está no sangue”, a iniciativa da Fundação Hospitalar Municipal de Canelinha, em parceria com o Hemosc, tinha como objetivo incentivar a população a doar de sangue. Se inscreveram para o passeio 87 doadores de sangue e 60 participantes não doadores, entre crianças, jovens, adultos e idosos.

Participaram do evento o prefeito Moacir Montibeler, a diretora da Fundação Hospitalar Municipal de Canelinha, Vanderléia Rosa, a coordenadora de atendimentos da Fundação Hospitalar Municipal de Canelinha, Noezi Pereira, a secretária de saúde, Neli Ferreira, o diretor da C.M.E. de Canelinha, Thiago Trainotti, o diretor da juventude, Willian Cardoso, e os vereadores Adair da Conceição Lopes Filho e Gentil Anastácio Pereira Neto.

O que não faltou foi emoção em todos os participantes, quando puderam sentir através da música oficial do evento, interpretada pelo diretor do Hospital Nossa Senhora Imaculada Conceição, de Nova Trento, Robson de Almeida, e o consultor de ambulância, Rorger Marques Mendonça, a alegria de poder salvar vidas através da doação de sangue.

Os participantes percorreram o trajeto que saiu em frente ao Centro Cultural, Social e Recreativo Arthur Adolfo Jachowicz, passando pela Ponte Deputado Walter Gomes (sentido Fazenda Vitória), pela Rua Otílio Furtado (bairro Papagaios), até a Ponte Lucas Orsi (ponte nova) e pela Rua Justino Batista Pereira, em frente a igreja matriz, onde também acontecia a 2ª Marafunda Cultural, retornando ao local da largada.

Ao final do evento foram servidas frutas e água aos participantes, e foram realizados sorteios de prêmios.

“Estamos muita gratas pela participação da população neste 1º evento. Nosso objetivo era a adesão das pessoas para a ideia da doação de sangue, e foi alcançado. Estamos muito satisfeitas com o resultado e já estamos planejando a 2ª edição”, relataram as organizadoras Vanderléia Rosa e Noezi Pereira.