SUPER FM - A rádio que vive o vale

Luto Oficial em virtude da morte de ex-prefeito

  Leandro Micheli      terça-feira, 19 janeiro 2016     

O prefeito Gian Francesco Voltolini decretou na manhã de segunda-feira, 18 de janeiro, luto oficial de três dias, em virtude do falecimento do ex-prefeito de Nova Trento, Aires Manoel Rachadel, que ocorreu também na segunda-feira, 18 de janeiro. Rachadel destacou-se na vida pública por trabalhos voltados à comunidade e também como político, ocupando os cargos de prefeito, vereador […]

O prefeito Gian Francesco Voltolini decretou na manhã de segunda-feira, 18 de janeiro, luto oficial de três dias, em virtude do falecimento do ex-prefeito de Nova Trento, Aires Manoel Rachadel, que ocorreu também na segunda-feira, 18 de janeiro.

Ex-prefeito de Nova Trento, Aires Manoel Rachadel. (Foto: Divulgação)

Ex-prefeito de Nova Trento, Aires Manoel Rachadel. (Foto: Divulgação)

Rachadel destacou-se na vida pública por trabalhos voltados à comunidade e também como político, ocupando os cargos de prefeito, vereador e também assessor de deputados estaduais na Alesc – Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Ele esteve a frente do Executivo Municipal, no período de 31 janeiro de 1961 a 12 de abril de 1965. Como vereador atuou em três legislaturas, no período de 1959 a 1963, 1970 a 1973 e 1973 a 1977, inclusive como presidente da Câmara Municipal de Vereadores.

O luto oficial fica decretado em todo o território do município como uma homenagem do povo neotrentino, pelo trabalho dedicado à comunidade no decorrer de sua vida como cidadão, prefeito e vereador. A Administração Municipal estende as condolências a todos os familiares e amigos de Aires Manoel Rachadel.

Saiba Mais sobre o Ex-Prefeito:

Aires Manoel Rachadel, nasceu em Santo Amaro da Imperatriz – SC, no dia 10 de Agosto de 1925. Representante do antigo Distrito de Vargedo, hoje Município de Leoberto Leal.

Começou na política, quando era professor de Vargedo no fim dos anos 1950. Foi convidado a concorrer a uma vaga na Câmara municipal, pelo PSD nas eleições de 1958. Elegeu-se para o período de 1959 a 1963. Em 1960, candidatou-se a Prefeito, ganhando a eleição mais difícil da história do município, recebendo 1.416 votos, vencendo o ex-Prefeito José V. Borgonovo por apenas 35 votos.

O seu mandato era de 1961 a 1966, mas deixou o cargo em 1965 por motivos políticos, se afastando temporariamente da política e de seu partido. Filiou-se na Arena em 1966, mas não disputou as eleições daquele ano. Elegeu-se Vereador nas eleições de 1969, recebendo 262 votos. Foi Presidente da Câmara de 1970 a 1973. Reelegeu-se nas eleições de 1972 com 447 votos, concorrendo pela Arena 2, ala que elegeu Eurides Battisti Prefeito. Não participou das eleições de 1976.

Foi fundador do PDS em 1980, e um dos candidatos a Prefeito do partido nas eleições de 1982. Não se elegeu, tendo recebido 1.063 votos. Foi candidato a Vereador nas eleições de 1988 pelo PDS, na Coligação “Unidos por Nova Trento”, conquistando 140 votos, faltando apenas três para se eleger. Nas eleições de 1992 e 1996, ajudou a eleger seu filho Paulo César Vereador. Em 1995 se filiou no PFL, e em 2003 no PMDB.

Informações: politicandont