SUPER FM - A rádio que vive o vale

Município conserta tubulação no distrito de Pinheiral

Juliano César  Juliano César      sexta-feira, 9 Fevereiro 2018      EM: MAJOR GERCINO - NOTÍCIAS  

A Prefeitura Municipal de Major Gercino, em parceira com a Secretaria de Obras e a Secretaria de Agricultura, realizou uma importante obra de tubulação, no distrito de Pinheiral, durante a semana que se passou. Há 16 anos, esta tubulação apresentava problemas, o que colocou em risco uma residência, de propriedade da senhora Palmira. O prefeito […]

A Prefeitura Municipal de Major Gercino, em parceira com a Secretaria de Obras e a Secretaria de Agricultura, realizou uma importante obra de tubulação, no distrito de Pinheiral, durante a semana que se passou. Há 16 anos, esta tubulação apresentava problemas, o que colocou em risco uma residência, de propriedade da senhora Palmira.

O prefeito Valmor Pedro Kammers, inclusive, não só acompanhou a obra, bem como trabalhou para que se chegasse a uma solução. E foi isso que ocorreu, após três dias de muito suor e dedicação. “Durante muito tempo, esta tubulação apresentava problemas, e sempre precisou de reparos. Agora, conseguimos dar uma solução definitiva”, disse Kammers.

Durante esse período, o que se fazia no local eram serviços pontuais, mas que logo já necessitavam de novos reparos. Por isso, neste início de ano, a tubulação acabou estourando e colocou em risco a comunidade, ao abrir uma enorme cratera, bem no Centro do distrito. Para o conserto, foi preciso retirar toda a estrutura de canos antigos.

Segundo a avaliação de um engenheiro civil, uma nova obra no local teria um custo de aproximadamente R$ 100 mil, caso necessitasse contratar uma empresa para isso. Mas, devido à urgência em concluir a obra, o Poder Público realizou por conta própria. Então, com a participação do secretário de obras Natalino Cuco e equipe, e da Secretaria da Agricultura, através do secretário Valdecir Marchi, além do intendente Alex Knaul, a obra foi concluída.

O prefeito agradeceu o empenho de todos, que prestaram serviços até mesmo em horário fora do expediente, onde a obra foi concluída em apenas três dias. Desta forma, custou para os cofres do município um valor muito inferior ao orçado pelas empresas terceirizadas.