SUPER FM - A rádio que vive o vale

Advogado acusa prefeito de agressão

Juliano César  Juliano César      terça-feira, 8 outubro 2019      EM: SÃO JOÃO BATISTA - SEGURANÇA  

Uma grande confusão ocorreu na Prefeitura de São João Batista e acabou na Delegacia, com registro de boletim de ocorrência por suposta agressão do prefeito Daniel Netto Cândido (PSD), contra o advogado Fabrício Esperandio Loz. Ele disse que foi agredido fisicamente dentro de uma sala da Prefeitura Municipal, na tarde desta terça-feira, 08. Em entrevista exclusiva, […]

Uma grande confusão ocorreu na Prefeitura de São João Batista e acabou na Delegacia, com registro de boletim de ocorrência por suposta agressão do prefeito Daniel Netto Cândido (PSD), contra o advogado Fabrício Esperandio Loz. Ele disse que foi agredido fisicamente dentro de uma sala da Prefeitura Municipal, na tarde desta terça-feira, 08.

Em entrevista exclusiva, Loz informou de que foi até o Paço Municipal, como representante legal de seu cliente, o funcionário público, Humberto Lanzarini Neto, que estaria afastado por motivos de saúde. “Armaram uma arapuca. Me colocaram em uma salinha e o prefeito me bateu. Depois, disseram que eu bati nele. Não há nenhuma marca em minhas mãos, mas sim em meu rosto”, disse. 

Daniel contesta e diz que ele é quem foi o agredido.

As duas partes registraram boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de São João Batista.

Sobre o funcionário público

Segundo Humberto Lanzarini Neto, o salário dele foi cortado e, por isso, foi até a Prefeitura para resolver a situação. Sendo que, em diversas vezes, foi barrado. Por isso, chamou o advogado para acompanhá-lo.

Ordem dos Advogados do Brasil

O presidente da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB – de Tijucas, João Moraes Azzi Junior esteve na Delegacia para buscar mais informações sobre o ocorrido e representar o advogado. “Para poder acompanhar o doutor Fabrício, nas suas prerrogativas que tem como advogado. Até o momento, me parece que as prerrogativas foram violadas”, destacou.

O que diz o prefeito

A reportagem entrou em contato com a assessora de gabinete, Dirleni Dalbosco – que é a responsável pela comunicação da Prefeitura Municipal e, até a publicação desta reportagem, ainda não tinham decidido se pronunciar sobre o caso.

Também houve contato com o prefeito Daniel Netto Cândido (WhatsApp), mas sem retorno até o momento.

Polícia Militar

De acordo com o subtenente, Daniel José Pereira, houve um chamado, de que: “dois homens estariam exaltados e desrespeitando pessoas que trabalhavam na Prefeitura. E que os conduzidos, quando visualizaram o prefeito, partiram para a agressão. E que o prefeito se defendeu da injusta agressão. Os agentes foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil,e o prefeito juntamente com as testemunhas deslocaram também, onde o delegado de plantão assumiu a ocorrência”.

Polícia Civil

O delegado Marcelo Arruda Almeida disse que todos os depoimentos foram tomados durante a tarde e início da noite, e que não iria se pronunciar neste dia, somente a partir da tarde de quarta-feira, 10.

Doutor Leoncio

Também houve contato (WhatsApp), porém, até o fechamento desta matéria, não houve retorno.

Nota Jornalística

Como não houve, até o momento, o pronunciamento da outra parte à imprensa, a reportagem não conseguiu saber o que, realmente, ocorreu, pelo ponto de vista do Poder Público de São João Batista.